Dorival junior

Dorival junior 

A reunião entre Vinicius Pinotti, diretor de futebol do São Paulo, e o técnico A reunião entre Vinicius Pinotti, diretor de futebol do São Paulo, e o técnico Dorival Junior trouxe avanços para que o ex-santista seja o substituto de Rogério Ceni. Embora o negócio ainda não esteja concretizado, Pinotti gostou do que ouviu no encontro pessoal desta terça-feira, em Florianópolis, e agora vai consultar o presidente Leco. Fontes ouvidas pelo Estado afirmam que a contratação é “provável” e que o vínculo deve ser estabelecido até o final de 2018.

Um tema que será debatido entre Pinotti e Leco é a formação da comissão técnica. Dorival Junior costuma levar consigo dois profissionais: seu filho e auxiliar Lucas Silvestre e o preparador físico Celso Rezende. Pintado, auxiliar técnico do São Paulo, independentemente da comissão técnica, deverá comandar a equipe no clássico contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro. Outro fator que impede a finalização rápida do acordo são problemas familiares que Dorival pretende resolver nesta semana em Florianópolis.

O nome de Dorival foi citado na reunião do Conselho de Administração do São Paulo na noite desta segunda-feira e foi praticamente um consenso entre os dirigentes. Depois de ter sido demitido do Santos no último dia 4 de junho, após derrota para o Corinthians, no Itaquerão, o treinador viajou para Florianópolis, onde tem residência.

A experiência do treinador e a facilidade para trabalhar com jovens atletas são as principais qualidades apontadas no ex-técnico do Santos. Leco admira o trabalho de Dorival e esteve perto de contratá-lo em 2010, quando era vice-presidente de futebol do São Paulo. O presidente Juvenal Juvêncio, falecido em 2015, preferiu apostar em Sergio Baresi, treinador da base. trouxe avanços para que o ex-santista seja o substituto de Rogério Ceni. Embora o negócio ainda não esteja concretizado, Pinotti gostou do que ouviu no encontro pessoal desta terça-feira, em Florianópolis, e agora vai consultar o presidente Leco. Fontes ouvidas pelo Estado afirmam que a contratação é “provável” e que o vínculo deve ser estabelecido até o final de 2018.

Um tema que será debatido entre Pinotti e Leco é a formação da comissão técnica. Dorival Junior costuma levar consigo dois profissionais: seu filho e auxiliar Lucas Silvestre e o preparador físico Celso Rezende. Pintado, auxiliar técnico do São Paulo, independentemente da comissão técnica, deverá comandar a equipe no clássico contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro. Outro fator que impede a finalização rápida do acordo são problemas familiares que Dorival pretende resolver nesta semana em Florianópolis.

O nome de Dorival foi citado na reunião do Conselho de Administração do São Paulo na noite desta segunda-feira e foi praticamente um consenso entre os dirigentes. Depois de ter sido demitido do Santos no último dia 4 de junho, após derrota para o Corinthians, no Itaquerão, o treinador viajou para Florianópolis, onde tem residência.

A experiência do treinador e a facilidade para trabalhar com jovens atletas são as principais qualidades apontadas no ex-técnico do Santos. Leco admira o trabalho de Dorival e esteve perto de contratá-lo em 2010, quando era vice-presidente de futebol do São Paulo. O presidente Juvenal Juvêncio, falecido em 2015, preferiu apostar em Sergio Baresi, treinador da base.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>