GOVERNO FEDERAL AUTORIZA REAJUSTE DA TARIFA DA TRENSURB PARA R$ 3,30

Após dez anos sem aumento, novo valor vigora a partir de sábado (3).

Após dez anos sem aumento, novo valor vigora a partir de sábado (3).

Após dez anos sem aumento, novo valor vigora a partir de sábado (3).

O governo federal autorizou a Trensurb a reajustar o valor da passagem unitária do metrô operado pela empresa para R$ 3,30. A nova tarifa passa a vigorar a partir de sábado (3). O valor da passagem está congelado em R$ 1,70 desde 5 de janeiro de 2008.

O Governo Federal, como medida de contenção do déficit público, destinou, através de Lei Orçamentária aprovada pelo Congresso Nacional, metade dos recursos de custeio que seriam necessários para o adequado funcionamento da Trensurb em 2018.

As despesas da empresa, nos últimos anos, cresceram em função da expansão do sistema até Novo Hamburgo, agregando cinco novas estações e 9,3 quilômetros de linha, aumentando as despesas de funcionamento enquanto a tarifa manteve-se defasada. Ao mesmo tempo, a Trensurb viu todos os seus custos de operação e manutenção crescerem, particularmente os gastos com a energia elétrica de tração dos trens, que aumentaram mais de 100% de 2007 a 2017.

Mesmo com todos os esforços para realizar cortes de despesas, incluindo a terceirização de atividades de manutenção e a renegociação de contratos até as últimas possibilidades, a Trensurb chegou ao seu limite. Para que não se deixe de oferecer o melhor serviço possível aos usuários do metrô, o reajuste faz-se necessário. Desse modo, a empresa obteve autorização dos ministérios das Cidades e do Planejamento, referendada por seu Conselho de Administração, para realizar tal majoração.

Mesmo com o reajuste para R$ 3,30, a tarifa do metrô segue sendo a mais baixa entre os meios de transporte metropolitanos e a alternativa mais barata e eficiente para se transitar entre os seis municípios atendidos – Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Kauê P. Menezes – Jornalista – Mtb 14990

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>